Taxa de apoio ao primeiro-ministro de Quebec é faraônica

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de abril de 2020

François Legault no Congresso de Relève em setembro de 2015

Vários líderes ao redor do mundo estão recebendo pouco apoio diante da pandemia de COVID-19, como os 38% de apoio ao presidente francês Emmanuel Macron ou os 44% do presidente norte-americano Donald Trump. Mas este não é o caso do premiê da província de Quebec, François Legault, que é quase unânime com uma taxa de aprovação de 94%, superando até a respeitável pontuação do primeiro-ministro do Canadá Justin Trudeau, que obtém 66% de apoio. Ou seu colega de Ontário, Doug Ford Jr. (64%). Inédito em um estado democrático.

O ex-empresário sabia como manter a confiança da população enquanto impunha novos sacrifícios. Agora, políticos e jornalistas aprenderam que questionar suas decisões equivale a pisar em ovos com a opinião pública. No entanto, isso não impediu o Sindicato do Serviço Público e Publicitário do Quebec de criticar publicamente o governo, acusando-o de usar o COVID-19 como pretexto para apresentar sua política de corte de orçamentos no serviço público.

No Canadá, já foram registados 28.335 casos confirmados, 1.007 pessoas morreram em decorrência do vírus e 8.966 se recuperaram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com