Supremo Tribunal do México aprova adoção por casais do mesmo sexo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de agosto de 2010

O Supremo Tribunal do Justiça da Nação (SCJN, por sua sigla em espanhol) do México concordou que casais homossexuais casados na Cidade do México adotem legalmente crianças. Com nove votos a favor e dois contra, o tribunal superior mexicano reconheceu a constitucionalidade da adoção, contra a qual o Ministério Público tinha apresentado uma impugnação.

As razões oferecidas pelo órgão jurisdicional a reconhecer o direito de adoção foram que a dinâmica social atual é diferente da tradicional família de pai, mãe e filhos, e que todos merecem ser protegidos por lei.

Ministros alegaram que a aprovação da inconstitucionalidade seria promover a discriminação das crianças, e que as decisões legislativas deverão seguir a lei ao invés de critérios religiosos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati