São Paulo: 8 mortos em operação policial; tortura é investigada

Fonte: Wikinotícias

31 de julho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, anunciou que uma operação policial no Guarujá deixou oito mortos. A operação ocorreu após a morte de um policial, que foi baleado no braço e perfurou seu peito.

“Foram oito óbitos nesse fim de semana. A polícia quer evitar o confronto de toda forma, mas a partir do momento que ela é hostilizada, infelizmente há um confronto. (…) A polícia reage e ela vai reagir para repelir a ameaça. Não houve hostilidade, não houve excesso. Houve uma atuação profissional, que resultou em prisões. E nós vamos continuar com a operação”, afirmou Tarcísio.

“Aqueles que resolveram se entregar à polícia foram presos, foram apresentados à Justiça”, declarou ele. Anteriormente, a polícia anunciou que o autor do disparo se entregou e que testemunhas confirmaram a autoria. Já seu advogado apresentou outra versão para imprensa, alegando que seu cliente é usuário de entorpecentes e teria fugido do local ao ouvir o disparo.

Diversas autoridades questionaram a operação e suspeitas de tortura foram apresentadas. O Ministro da Justiça do governo Lula, Flávio Dino, repudiou o crime contra o policial e disse que a resposta foi desproporcional. Parte dos mortos não possuíam antecedentes criminais.

Fontes