Russo detido sob suspeita de hacking contra empresa dos EUA

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de agosto de 2020

O cidadão russo Yegor Kryuchkov foi detido em Los Angeles sob a acusação de conspiração para organizar um crime cibernético.

De acordo com um comunicado à imprensa do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Kryuchkov, junto com seus supostos cúmplices, tentou entre 15 de julho e 22 de agosto deste ano subornar um trabalhador estadunidense para introduzir malware na rede da empresa. Para isso, foi oferecido ao funcionário 1 milhão.

Com a ajuda de um programa malicioso, os cúmplices pretendiam obter acesso aos sistema corporativo, extrair dados valiosos e, em seguida, extorquir dinheiro pela não divulgação das informações roubadas.

Segundo o departamento, Kryuchkov chegou aos Estados Unidos com visto de turista. O réu também forneceu ao funcionário da empresa um telefone descartável, que deveria funcionar em modo de vôo até que o dinheiro fosse transferido.

Por participar da conspiração, Kryuchkov pode pegar até 5 anos de prisão.

A embaixada russa nos Estados Unidos informou que estava ciente da situação e entraria em contato com o russo em um futuro próximo.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com