Referendo grego: o Não supera de longe

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa dos resultados.

5 de julho de 2015

Alexis Tsipras.

Gregos votaram sobre proposta de acordo entre a Grécia e seus credores. Eles foram convidados, durante um referendo sobre a questão: "Você aprova o plano proposto pela Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional?".

De todos os votos contados, o Não ganhou por 61,31%, contra 38,69% para o Sim. Alexis Tsipras tinha criado a surpresa, pedindo ao povo grego para decidir sobre novas medidas ditadas pela Tróika: BCE, FMI, Comissão Europeia. Fez cursos, os principais parceiros europeus fez campanha para os gregos aprovação do plano em questão.

Recorde-se que, em uma entrevista com Figaro em 29 de janeiro, o Presidente da Comissão Europeia lançou a frase:

Não pode haver alternativa democrática contra os tratados europeus.

Jean-Claude Juncker, Le Figaro

Esta declaração provocou um escândalo nos partidos eurocépticos franceses (Frente Esquerda, Frente Nacional...), resumindo, segundo eles, todos os limites da democracia na União Europeia.

Resultados[editar]

Participação, ela ficou em 62,5%.

Não :
3 397 243 (61,31 %)
Sim :
2 144 198 (38,69 %)

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com