Rússia manterá acordos tributários com Malta e Luxemburgo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de agosto de 2020

A Rússia manterá tratados fiscais com Malta e Luxemburgo e está pronta para novas negociações com Chipre, nas quais tentará convencer Nicósia a aceitar os termos de Moscou de aumento de impostos sobre juros e dividendos, disse o vice-ministro das Finanças, Alexei Sazanov, a repórteres.

Malta e Luxemburgo em geral concordaram com as propostas da Rússia sobre ajustes de acordos para evitar a dupla tributação, disse Sazanov. O Ministério das Finanças da Federação Russa realizará mais uma rodada de negociações com Chipre nos dias 10 e 11 de agosto.

“Os colegas do Chipre serão novamente solicitados a concordar em revisar as taxas de retenção na fonte sobre juros e dividendos para 15%, levando em consideração certas isenções para investimentos institucionais”, disse Sazanov.

No início desta semana, o Ministério das Finanças anunciou o início da retirada do acordo de bitributação com Chipre depois que as negociações para ajustá-lo devido aos planos de Moscou de aumentar o imposto sobre os dividendos não renderam resultados.

Em março, o presidente Vladimir Putin ordenou a imposição de um aumento de 15% no imposto sobre todos os juros e dividendos pagos fora da Rússia e, se os países se recusarem a fazer as mudanças apropriadas, rescindir os acordos unilateralmente.

Além de Chipre, Malta e Luxemburgo, o Ministério das Finanças também propôs nesta semana a revisão do acordo fiscal para a Holanda.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com