Protestos contra morte de garoto de 17 anos continuam na França

Fonte: Wikinotícias

1 de julho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Protestos violentos eclodiram em toda a França por quatro noites seguidas depois que um garoto negro de 17 anos foi morto a tiros pela polícia na França.

Os protestos ocorreram em toda a França, incluindo Paris, Lyon, Grenoble e Marselha, com incêndios e saques de lojas ocorrendo em toda a região.

O Ministério do Interior francês anunciou no dia 1º que mais de 1.300 pessoas foram presas e mais de 2.500 incêndios ocorreram em toda a França desde o dia anterior.

No dia anterior, 917 pessoas foram presas em todo o país, 2.000 veículos foram queimados e dezenas de lojas foram saqueadas, disse o Ministério do Interior.

O Ministério do Interior disse que destacou 45.000 policiais em resposta aos protestos em andamento.

Anteriormente, no dia 27 do mês passado, o garoto foi baleado e morto por um policial enquanto tentava escapar de uma fiscalização de trânsito nos arredores de Paris.

Nos protestos em andamento, a seleção francesa de futebol, incluindo Kylian Mbappé, fez uma declaração pedindo calma e diálogo, dizendo: "Nada pode ser resolvido com violência".

Notícias relacionadas

Fontes