Policial francês enfrenta acusações de homicídio na morte de adolescente

Fonte: Wikinotícias

29 de junho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Autoridades francesas dizem que um policial enfrenta uma acusação de homicídio em conexão com a morte de um adolescente durante uma parada de trânsito no início desta semana. O incidente, capturado em vídeo, provocou agitação generalizada levando à prisão de 150 pessoas em Paris e outras cidades.

O ministro do Interior, Gerald Darmanin, anunciou as prisões em um tweet no qual disse: “Que vergonha para aqueles que não pediram calma”.

"Uma noite de violência intolerável contra os símbolos da república, com prefeituras, escolas e delegacias incendiadas ou atacadas", disse Darmanin.

Além de Paris, os protestos atingiram Toulouse, Dijon, Lyon e outras áreas, enquanto ativistas chamam a atenção para o que dizem ser abuso sistêmico por parte da polícia, principalmente em áreas desfavorecidas.

A cidade de Clamart, nos subúrbios do sudoeste de Paris, anunciou na quinta-feira que imporá um toque de recolher noturno durante o fim de semana em resposta aos tumultos provocados pelo incidente.

Em um comunicado anunciando a restrição, a cidade cita “o surgimento de novos distúrbios da ordem pública”. “Clamart é uma cidade segura e calma, estamos determinados a que continue assim”, diz o comunicado.

O toque de recolher foi definido para funcionar das 21h às 6h, horário local, de quinta a segunda-feira.

A morte do jovem de 17 anos identificado apenas pelo primeiro nome, Nael, aconteceu terça-feira em Nanterre.

A mãe do adolescente convocou uma marcha na quinta-feira em sua homenagem.

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que o tiroteio foi "inexplicável e indesculpável". Ele convocou uma reunião de emergência de seus ministros na quinta-feira.

Fontes