Presidente da Tunísia foge para o estrangeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

14 de janeiro de 2011

Zine El Abidine Ben Ali, presidente da Tunísia, fugiu do país, por avião, sexta-feira à noite, para destino desconhecido. Foi, de imediato, substituído pelo primeiro-ministro, Mohammed Ghannouchi, que anunciou ser o novo presidente interino.

Os militares assumiram o controle do aeroporto e do espaço aéreo pouco antes da partida do Presidente, no que pode ter constituído um golpe palaciano.

Zine El Abidine Ben Ali tinha declarado, pouco antes, o Estado de emergência, proibindo reuniões públicas e ordenando às forças de segurança que abram fogo contra quem quer que seja que se recuse a cumprir o que está determinado. Convocou, ainda, eleições antecipadas, num prazo de seis meses.

A Tunísia encontra-se confrontada com a mais grave série de distúrbios de que há memória nas últimas décadas. O estado de emergência foi anunciado quando novos confrontos entre a polícia e milhares de manifestantes protestando contra a subidas de preços e uma elevada taxa de desemprego. Os manifestantes exigiam a demissão do presidente Ben Ali.

Fontes

Public domain Esta notícia é uma transcrição parcial ou total da Agência Voice Of America (VOA).
Este texto tem licença de
Domínio Público.
Veja toda a licença e os termos de uso (copyright) na página da agência


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati