Presidente da Tunísia foge para o estrangeiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

14 de janeiro de 2011

Zine El Abidine Ben Ali, presidente da Tunísia, fugiu do país, por avião, sexta-feira à noite, para destino desconhecido. Foi, de imediato, substituído pelo primeiro-ministro, Mohammed Ghannouchi, que anunciou ser o novo presidente interino.

Os militares assumiram o controle do aeroporto e do espaço aéreo pouco antes da partida do Presidente, no que pode ter constituído um golpe palaciano.

Zine El Abidine Ben Ali tinha declarado, pouco antes, o Estado de emergência, proibindo reuniões públicas e ordenando às forças de segurança que abram fogo contra quem quer que seja que se recuse a cumprir o que está determinado. Convocou, ainda, eleições antecipadas, num prazo de seis meses.

A Tunísia encontra-se confrontada com a mais grave série de distúrbios de que há memória nas últimas décadas. O estado de emergência foi anunciado quando novos confrontos entre a polícia e milhares de manifestantes protestando contra a subidas de preços e uma elevada taxa de desemprego. Os manifestantes exigiam a demissão do presidente Ben Ali.

Fontes

Public domain Esta notícia é uma transcrição parcial ou total da Agência Voice Of America (VOA).
Este texto tem licença de
Domínio Público.
Veja toda a licença e os termos de uso (copyright) na página da agência


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati