Prefeito destituído Tierno quer voltar ao cargo na Argentina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Santa Rosa, La Pampa, Argentina • 31 de agosto de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Serão realizadas novas eleições para prefeito de Santa Rosa, capital da província de La Pampa, após quase seis meses de intervenção. Um dos candidatos é Juan Carlos Tierno, que ocupou o cargo até ser destituído em março por abuso de poder.

Embora seja uma causa pela destituição, Tierno afirma estar " em condições de assumir" se obter a vitória. Cabe destacar que se a causa trata de julgamento e tem uma forte condenação, o Partido Justicialista não poderá retornar à prefeitura na cidade. Outro fato destacável é que Tierno se apresentado para si mesmo partido que lançou, o Partido Justicialista (PJ).

O ex-prefeito se tornou impopular por encabeçar pessoalmente polêmicos controles de trânsito e de multar os sindicalistas para cortes finos ruas. Tudo isto levou a vários protestos contra ele, até que ele teve de abandonar o cargo apenas 87 dias depois que ele assumiu.

Na sequência da destituição de Tierno, Santa Rosa foi intervida. Isto significa que a cidade está temporariamente no cargo de um funcionário designado pelo governo provincial. Neste caso, o responsável é o ministro de Bem-Estar Social da província, Gustavo Fernandez Mendía. Uma das funções de Mendía é convocar as eleições para prefeito, que estão sendo realizadas hoje.

Os outros candidatos são o radical Francisco Torroba; Juan Carlos Suarez, uma Unidade por Santa Rosa; Hugo Gonzalez de Novo Tempo, e Juan Jose Bretón, o Movimento Federalista Pampeano.

Fontes