Polícia de São Paulo eliminou 109 suspeitos do PCC

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
São Paulo, onda de crimes violentissimos nos ultimos dias

23 de maio de 2006

Brasil

Segundo o último boletim de 22 de maio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a polícia do Estado de São Paulo matou 109 suspeitos na luta que trava contra a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Os ataques do PCC tiveram início na sexta-feira passada e causaram pânico em todo o Estado de São Paulo.

Nos primeiros dias os bandidos causaram grandes baixas entre os policiais, na maior parte das vezes pegos de surpresa e executados covardemente.

De acordo com a SSP morreram 41 pessoas entre policiais civis, militares, guardas municipais e agentes de segurança. Entre a população civil houve 4 óbitos. Os criminosos fizeram ainda 54 vítimas não fatais.

As polícias apreenderam 149 armas de modelos e calibres diversos.

O grande número de mortos pelos policiais sensibilizou grupos de defesa dos direitos humanos. Para dirimir suspeitas de que a polícia tenha executado algum inocente durante a repressão à onda de violência promovida pelo PCC, o Ministério Público exigiu o recebimento até quinta-feira (25) dos nomes de todos os mortos entre os dias 13 e 19.


Fontes