PT se mobiliza e acusa partidos de oposição do Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de junho de 2005

Brasil

Em reunião realizada no sábado, o Partido dos Trabalhadores (PT) discutiu sobre as acusações que está a receber sobre envolvimento em esquemas de corrupção. O partido aprovou uma resolução em defesa do partido, alguns de seus principais integrantes acusaram os partidos de oposição PSDB e PFL pela crise e convocou-se o apoio dos militantes, da sociedade e de outras organizações para se colocarem em defesa do partido.

Num discuso para aproximadamente 2 mil militantes do PT, o deputado federal e ex-ministro José Dirceu realizou um inflamado discurso em defesa do PT e do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele disse que a oposição, encabeçada pelo PSDB e PFL, está a "brincar com fogo".

José Dirceu disse: “Estão tentando antecipar a eleição de 2006. Fazem pesquisa eleitoral depois de 30 dias de ataques ao governo. E perdem a pesquisa!” O ex-ministro admitiu que a história e o futuro do partido estão em jogo.

Dirceu convocou a militância do PT e outras organizações, entre elas a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST): "Eu quero me colocar à disposição do PT para percorrer o Brasil, para fazer atos nas ruas, nas praças públicas, nas fábricas, nas escolas e nos assentamentos."

O ex-ministro nega que o partido esteja envolvido em esquemas de corrupção. "O que acontece é que o governo não é conivente nem compactuou com a tentativa de aparelhar órgãos públicos ou estatais para roubar, ou com descoberta de atos de improbidade administrativa", explicou Dirceu.

Uma resolução em defesa do PT foi aprovada pela direção do partido. Sobre a resolução, o presidente do partido, José Genoíno disse:"É uma resolução política em defesa do PT, da Democracia e da Ética". Ele ainda acrescentou:"Estamos mobilizando militantes, dirigentes e diretórios".

Em seu início, a resolução diz que "O PT enfrenta uma inescrupulosa campanha que visa desmoralizar o partido perante a opinião pública com acusações falsas e mentirosas." A resolução diz que as denúncias contra o partido são falsas e acusa outros partidos políticos: "Existe um evidente vínculo entre os agentes de falsas denúncias contra o PT com setores da oposição – especialmente do PSDB e do PFL" . Ela também diz que: "O PT quer e lutará para que todos os fatos sejam esclarecidos. Os dirigentes do PT não temem comparecer diante da CPI ou de qualquer outro órgão de investigação porque nada têm a esconder."

A resolução convoca os simpatizantes do partido a se mobilizem em defesa dele:

O Diretório Nacional do PT conclama todos os militantes e todos os simpatizantes e eleitores petistas para que se mobilizem, dialoguem com a sociedade para defender o PT e o governo. As instâncias e lideranças do PT devem estreitar suas relações com a opinião pública democrática e com os movimentos sociais, alertá-los e mobilizá-los contra essa campanha da oposição e construir, através do diálogo com esses movimentos, pautas e agendas comuns de lutas, reivindicações e mobilizações.

O texto completo da resolução pode ser lido na íntegra no website do Partido dos Trabalhadores.

Ver também

Fontes