No ano de sua compra, o YouTube lucra 1% do seu preço

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de março de 2007

Em outubro de 2006 o YouTube, site de compartilhamento de vídeo, foi comprado pelo Google. O balanço dos lucros do YouTube no mesmo ano (2006) foi de U$ 15 mi, 1% do valor pago pelo Google.

Segundo o relatório do analista financeiro Robert Peck, da BearStearns, divulgados pela imprensa internacional, o YouTube teria faturado U$ 15 mi no último ano. Com isso o Google pagou pelo YouTube mais de 100 vezes a receita gerada pelo site em 2006.

Em um relatório enviado à Securities and Exchange Comission (SEC), órgão nos Estados Unidos equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Google afirmou que a receita proveniente do YouTube não foi “relevante” para a sua receita em 2006, que foi de 10,6 bilhões de dólares.

A companhia também alerta no comunicado à SEC que pode ter despesas provenientes de processos de infração de direitos autorais relacionados ao YouTube, incluindo “multas substanciais em dinheiro”, acordos de licenciamento dispendiosos e decisões que impeçam a empresa de operar certas funcionalidades dos serviços que podem impactar os negócios.

Mesmo com esse lucro e as despesas o YouTube pode se tornar mais lucrativo à medida que o Google explore novos modelos de geração de receita com a plataforma.

Ver também

Fontes