No Iêmen, homem-bomba mata pelo menos 50 pessoas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

22 de maio de 2012

Brasília – Na capital do Iêmen (Península Arábica), Sanaa, os conflitos entre opositores do governo e forças leais provocaram hoje (21) a morte de pelo menos 50 soldados. Os militares foram vítimas de um atentado suicida contra a unidade do Exército. Há ainda suspeitas de que o número de vítimas seja mais elevado.

De acordo com relatos, m homem-bomba vestido com uniforme militar explodiu entre os soldados que se preparavam para um desfile na Praça de Sabiine em celebração ao 22º aniversário da unificação entre o Norte e o Sul do Iêmen.

O atentado de hoje foi o primeiro em Sanaa desde que assumiu o governo, em fevereiro, o atual presidente Abd Rabbo Mansur Hadi. Ele se comprometeu a combater a ação do grupo Al Qaeda, na tentativa de retomar o controle do governo das cidades ao Sul do país.

A estimativa é que pelo menos 213 pessoas, incluindo 147 combatentes da Al Qaeda, morreram desde o início da ofensiva. Até as eleições de fevereiro, o Iêmen vivia sob intensa disputa interna. Pressionado pela comunidade interna, o então presidente Ali Abdullah Saleh, que ficou no poder por cerca de três décadas, anunciou sua saída.

No Iêmen, o mandato presidencial é de sete anos, porém, nos últimos anos, a cada votação, Saleh era reeleito. Nos últimos dias, houve uma série de protestos contra o governo dele e Hadi acabou sendo eleito há três meses.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati