Nigéria: Opositor Muhammadu Buhari vence eleição presidencial com 53,9% dos votos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Muhammadu Buhari.

Agência VOA

1 de abril de 2015

Muhammadu Buhari, do Congresso Todos Progressistas (All Progressives Congress, APC), um general aposentado de 72 anos, foi eleito Presidente da República Federal de Nigéria com 53,9%, contra os 44,96% dos votos para o atual presidente Goodluck Jonathan, do Partido Democrático Popular (People's Democratic Party, PDP). A vitória de Muhammadu Buhari é a primeira mudança democrática na Nigéria, marcou um ponto de virada na história. Desde a independência da Nigéria, o país passou por seis golpes militares e ditaduras militares.

Com apenas um estado ainda por anunciar resultados (Buhari ainda liderava com quase 4 milhões de votos) e assegurou o principio constitucional de vencer com pelo menos 25 por cento em 24 estados. O estado do Sokoto está projectado para ter a vitória de Buhari.

Goodluck Jonathan reconheceu a derrota em um comunicado: "Agradeço a todos os nigerianos, mais uma vez, para a grande oportunidade que me foi dada para liderar este país [...] eu mandei meus cumprimentos pessoais [por telefone] ao General Muhammadu Buharim". Vários líderes europeus felicitaram Muhammadu Buhari, incluindo François Hollande, que "saudou a determinação do povo nigeriano" e "sentido de responsabilidade" do Presidente nigeriano cessante, que admitiu oficialmente a derrota. O novo presidente deve falar nas próximas horas.

Recorde-se que a Nigéria é a maior economia da África, apesar de uma alta corrupção e da ascensão de grupos islâmicos como Boko Haram. É também a primeira vez na história da Nigéria que a oposição derrota o governo pelas urnas, quando o regime democrático foi restaurado em 1999.

Notícias Relacionadas[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati