Morre aos 93 anos, o ex-presidente de Israel e ganhador do Nobel da Paz, Shimon Peres

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário
Shimon Peres no Brasil em 2009.

Agência Brasil

28 de setembro de 2016

O ex-presidente de Israel e vencedor do prémio Nobel da Paz, Shimon Peres morreu na madrugada de hoje (ontem no Hemisfério Ocidental) em Tel Aviv (Israel). Peres sofreu um derrame no dia 13 de setembro e estava internado em coma induzido no Sheba Medical Center em Tel Aviv.

Seu estado era grave, mas estável e foi ligado à ventilação pulmonar artificial. Na véspera (27), sua situação piorou. O hospital confirmou a morte de Peres às 3:40, hora local.

Perez nasceu no território da moderna Bielorrússia em 1923 e aos 11 anos, mudou-se para Israel quando o futuro do Estado judeu estava sob o mandato britânico.

Durante sua longa carreira, ele já ocupou quase todo o mais poderoso cargo político em Israel: chefe dos ministérios das finanças, ministro da Defesa e ministro das Relações Exteriores. Peres foi primeiro-ministro de Israel duas vezes e presidente do país entre 2007 e 2014.

Ele recebeu o Nobel da Paz em 1994 junto com Yitzhak Rabin (pronúncia: Izak Rábin), na época primeiro-ministro de Israel, e Yasser Arafat, presidente da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) por negociarem a assinatura dos Acordos de Oslo, assinados entre Israel e a OLP, com mediação do então presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

Os Acordos de Oslo não acabaram com o histórico conflito entre Palestinos e Israelenses, mas representaram um avanço nas negociações de reconciliação. Pela primeira vez, a OLP reconheceu o Estado de Israel e os israelenses reconheceram a OLP como representante do povo palestino. Pelo esforço que fizeram, para pacificar a região, Peres, Rabin e o líder da OLP, Yasser Arafat, receberam o Prêmio Nobel da Paz.

Em 13 de Novembro de 2007, Peres se tornou o primeiro presidente de Israel para falar na Assembleia Nacional da Turquia (o Parlamento turco), em um país de maioria muçulmana.

Reacções

Em uma declaração por escrito, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que ninguém gastou tantos anos como Shimon Peres, "a criação de uma aliança entre os nossos dois países - aliança indestrutível, que agora está mais unida e mais forte do que nunca."

Obama também pediu que israelenses e palestinos retomem o processo de paz estagnado. O presidente dos EUA disse:

Hoje, parece-me que não há melhor maneira de prestar homenagem à sua vida do que para reafirmar nosso compromisso com o mundo, a realização dos quais, como sabemos que possível.

Barack Obama

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati