Morre aos 93 anos, o ex-presidente de Israel e ganhador do Nobel da Paz, Shimon Peres

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário
Shimon Peres no Brasil em 2009.

Agência Brasil

28 de setembro de 2016

O ex-presidente de Israel e vencedor do prémio Nobel da Paz, Shimon Peres morreu na madrugada de hoje (ontem no Hemisfério Ocidental) em Tel Aviv (Israel). Peres sofreu um derrame no dia 13 de setembro e estava internado em coma induzido no Sheba Medical Center em Tel Aviv.

Seu estado era grave, mas estável e foi ligado à ventilação pulmonar artificial. Na véspera (27), sua situação piorou. O hospital confirmou a morte de Peres às 3:40, hora local.

Perez nasceu no território da moderna Bielorrússia em 1923 e aos 11 anos, mudou-se para Israel quando o futuro do Estado judeu estava sob o mandato britânico.

Durante sua longa carreira, ele já ocupou quase todo o mais poderoso cargo político em Israel: chefe dos ministérios das finanças, ministro da Defesa e ministro das Relações Exteriores. Peres foi primeiro-ministro de Israel duas vezes e presidente do país entre 2007 e 2014.

Ele recebeu o Nobel da Paz em 1994 junto com Yitzhak Rabin (pronúncia: Izak Rábin), na época primeiro-ministro de Israel, e Yasser Arafat, presidente da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) por negociarem a assinatura dos Acordos de Oslo, assinados entre Israel e a OLP, com mediação do então presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

Os Acordos de Oslo não acabaram com o histórico conflito entre Palestinos e Israelenses, mas representaram um avanço nas negociações de reconciliação. Pela primeira vez, a OLP reconheceu o Estado de Israel e os israelenses reconheceram a OLP como representante do povo palestino. Pelo esforço que fizeram, para pacificar a região, Peres, Rabin e o líder da OLP, Yasser Arafat, receberam o Prêmio Nobel da Paz.

Em 13 de Novembro de 2007, Peres se tornou o primeiro presidente de Israel para falar na Assembleia Nacional da Turquia (o Parlamento turco), em um país de maioria muçulmana.

Reacções

Em uma declaração por escrito, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que ninguém gastou tantos anos como Shimon Peres, "a criação de uma aliança entre os nossos dois países - aliança indestrutível, que agora está mais unida e mais forte do que nunca."

Obama também pediu que israelenses e palestinos retomem o processo de paz estagnado. O presidente dos EUA disse:

Hoje, parece-me que não há melhor maneira de prestar homenagem à sua vida do que para reafirmar nosso compromisso com o mundo, a realização dos quais, como sabemos que possível.

Barack Obama

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati