Ministro Edson Fachin nega pedido de Lula para suspender ação sobre triplex

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin

15 de junho de 2017

Em 14 de junho de 2017, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, negou o pedido de defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva para suspender uma ação penal que o acusa de ter cometido os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Nessa ação, uma das três contra o ex-presidente no âmbito da Lava Jato, Lula é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber vantagens indevidas da empreiteira OAS por meio das reformas de um apartamento tríplex em Guarujá.

No pedido da defesa do ex-presidente Lula, o ex-presidente pede para ter acesso à delação premiada do ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro Filho. O juiz federal Sérgio Moro, entendeu que, nas alegações finais, cabe ao Ministério Público informar se o acordo foi celebrado ou não, caso esteja sob sigilo.

O ministro do STF, Luiz Edson Fachin, negou o pedido e para ele não houve nenhuma irregularidade que justificasse a suspensão do processo. Mas considerou que posteriormente pode reanalisar a questão.


Noticia Relacionada

Luiz Inácio Lula da Silva é levado pela Polícia Federal para interrogatório no Brasil

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati