Militares dos EUA testando cães robôs no campo de batalha

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Força Aérea dos Estados Unidos conduziu um dos maiores exercícios de robótica da história para expandir o uso da inteligência artificial (IA) nas forças armadas. A Força Aérea usou "cães robôs" para identificar ameaças antes que humanos entrassem no campo de batalha.

Os cães robóticos fazem parte de um grande projeto estadunidense para introduzir inteligência artificial em operações de combate. Os cães podem patrulhar a área, coletar dados, realizar mapeamento, observação de objetos e estabelecer comunicações. Nota-se que os robôs podem trabalhar em qualquer área. A vantagem dos robôs é que eles têm um design simples. E quanto mais simples, mais durável.

“Um dos principais objetivos dessa jornada era fornecer aos participantes uma gama estonteante de informações que eles pudessem sintetizar como se estivessem acontecendo na vida real”, disse o Dr. Will Roper, secretário adjunto da Força Aérea dos Estados Unidos. “Isso fez com que comandantes e executivos dependessem da análise de dados e da IA ​​para entender a batalha. Os dados são tão importante quanto o combustível para aviões ou satélites, e é a chave para a guerra da próxima geração”.

Os especialistas acreditam que tarefas perigosas, rotineiras e exigentes para a atividade física devem ser repassadas aos soldados robóticos o mais rápido possível.

Fontes

ru Военные США тестируют собак-роботов на поле боя — SecurityLab, 16 de setembro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit