Militar que vazou telegramas diplomáticos ao WikiLeaks enfrenta julgamento por "alta traição"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de dezembro de 2011

Estados Unidos — O militar estado-unidense, Bradley Manning, que recentemente completou 24 anos de idade e quem presuntamente vazou milhares de telegramas diplomáticos publicados pelo WikiLeaks, enfrenta um julgamento militar por "alta traição" punido com pena de morte, no entanto o Exército alegou ser condenado somente a prisão perpétua.

Manning será julgado por 22 acusações de violação ao Código Unificado de Justiça Militar dos Estados Unidos; as acusações que vão desde roubo de documentação a ajudar o inimigo, este último desencadeia a pena de morte.

O advogado do acusado solicitou recusal [rejeição do caso] do juiz, o tenente-coronel Paul Almanza, por alegação conflito de interesse, isto originou a primeira audiência foi suspensa.

Bradley Manning foi preso em 26 de maio de 2010, durante sua viagem ao Iraque, logo depois de ter delatado ao hacker que ajudou a enviar os dados à WikiLeaks.

Noticia relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com