Militantes do Estado Islâmico decapitam o jornalista estadounidense

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

20 Minutos

19 de agosto de 2014

Militantes do Estado Islâmico (EI, ex-Estado Islâmico do Iraque e do Levante, EIIL) postaram hoje um vídeo na plataforma de YouTube onde mostraram a decapitação do jornalista estadounidense James Foley, que foi sequestrado na Síria em 2012.

A gravação excluída horas depois por violar as políticas do sítio (site), mostrava um homem com túnica negra e rosto escondido, enquanto que a seu lado se encontrava Foley. Momentos despois, o jornalista foi decapitado e seu corpo exposto.

Foley se encontrava vestido com um traje laranja, muito similar ao que usam os presos em Guantánamo. Segundos depois de ser assassinado, Steven Joel Sotloff foi mostrado ante a câmera com as legendas "A vida deste cidadão estadounidense, Obama, depende sua próxima decisão".

O mandatário estadounidense anunciou ontem em conferencia de imprensa que forças norte-americanas haviam lançado vários bombardeios no norte do Iraque, onde se encontra a maior quantidade de militantes do Estado Islâmico e que semanas atrás, haviam sequestrado as 40.000 pessoas em uma cidade inteira, onde vários foram decapitados por sua religião.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati