Mais de 4 000 evacuados por inundações no norte do Uruguai

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de novembro de 2009

Montevidéo, Uruguai

As autoridades do Sistema Nacional de Emergências (SNE) do Uruguai anunciaram que os evacuados por causa das inundações que afetam o norte do país já somam 4 186, número que pode crescer com o passar dos dias.

A situação mais caótica ocorre na cidade de Artigas, situada na fronteira norte, com o Brasil, onde as autoridades municipais estimam em cerca de 2 000 os deslocados, entre evacuados e auto-evacuados. A situação também se estende à segunda cidade do país, Salto, localizada nas margens do Rio Uruguai e a poucos quilômetros da Represa Salto Grande, onde o número de evacuados é de 1 500 pessoas. A situação desta cidade, assim como a de outras situadas rio abaixo, se complica conforme passa o tempo, já que a represa alcançou seu limiar crítico de segurança e as autoridades dispuseram que se drene ainda mais água, com o conseguinte alagamento das cidades ribeirinhas. Em Paysandú moveu-se cerca de 400 pessoas, enquanto que em Durazno chegam a 200. A cidade de Mercedes conta 146 desabrigados e Treinta y Tres atende a uns 197.

Os afetados recebem atenção sanitária, alimentos e roupa, e se encontram alojados em locais dispostos para tal fim pelo SNE. Além disso, as autoridades anunciaram que prestará atenção psicológica às famílias afetadas.

Por sua vez, a Direção de Meteorologia mantém um alerta laranja em todo o país por precipitações temporalmente copiosas (50 – 100 mm em 6 horas, ou superiores a 100 mm em 24 horas), rajadas de vento entre 75 e 120 km/h, com intensa atividade elétrica e provável chuva de granizo. No entanto, não se espera que estas inundações superem as do ano 2007, quando o número de desabrigados superou os 100 mil em todo o país.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati