Lula diz que na Venezuela "não falta democracia"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hugo Chávez e Lula caminham para o local da foto oficial da 17ª Cúpula Ibero-Americana (Valter Campanato/ABr).

17 de novembro de 2007

Brasil

Em declarações para a imprensa no último dia 14 de novembro, o presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva defendeu o Presidente da Venezuela, Hugo Chávez e minimizou o incidente entre ele e o Rei da Espanha Juan Carlos durante a Cúpula Ibero-Americana, realizada no Chile.

De acordo com a Agência Brasil, Lula disse após encontro com o presidente da Guiné-Bissau: "Não há divergência apenas entre o rei Juan Carlos e o Chávez. Há muitas divergências entre outros chefes de Estado. A divergência faz parte de um encontro democrático".

O Presidente brasileiro enfatizou que a "Venezuela é um país democrático" e comparou-a com o Reino Unido: "Podem criticar Chávez por qualquer outra coisa. Por falta de democracia na Venezuela, não. Na Venezuela, já houve três referendos, três eleições, quatro plebiscitos (...) Por que ninguém se queixou quando Margaret Thatcher ficou tantos anos no poder? É continuidade, não tem nada de distinto. Muda apenas o sistema, o regime, de presidencialista para regime parlamentarista. Não importa o regime, mas o exercício do poder."

Fontes