Lukashenko: talvez eu tenha ficado um pouco afastado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de setembro de 2020

Em uma entrevista à mídia estatal russa, Aleksandr Lukashenko disse pela primeira vez que havia "ficado um pouco fora" como chefe de Estado: “Sim, talvez eu tenha ficado um pouco fora. Mas, realmente, só agora posso proteger os bielorrussos”.

Lukashenko não descartou a realização de eleições presidenciais antecipadas após a reforma constitucional, mas acrescentou que não iria embora "assim mesmo": “Eu simplesmente não vou embora. Venho equipando a Bielorrússia há um quarto de século. Eu não vou simplesmente desistir”.

Aleksandr disse que os protestos na Bielorrússia são controlados pelos americanos, atuando através de centros na Polônia e na República Tcheca. Além disso, ele observou razões internas: “Uma grande classe de 'burgueses' se formou, e isso realmente levou ao descontentamento, eles querem o poder”.

Lukashenko disse que não falaria com o Conselho de Coordenação, pois não sabia "quem são essas pessoas":

“Não vou falar com o Conselho de Coordenação da Oposição, porque não sei quem são essas pessoas. Eles não são nenhuma oposição. Tudo o que eles oferecem é um desastre para a Bielorrússia e para o povo bielorrusso”.

A entrevista durou mais de duas horas e aconteceu no Palácio da Independência de Minsk.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.