Líder da Al Qaeda incita muçulmanos a fazer Guerra Santa Mundial contra os judeus

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de julho de 2006

Uma liderança da Al Qaeda conclamou todos os muçulmanos a levarem adiante uma Guerra Santa (Jihad) contra Israel, todos os judeus e seus amigos, no mundo inteiro.

Ayman al-Zawahiri, médico egípcio e proeminente membro da organização terrorista Al Qaeda, disse numa fita de vídeo divulgada pelo canal de televisão árabe Al Jazira nesta quinta-feira (27) que sua organização não ficará em silêncio enquanto "os ataques de Israel continuarem a queimar nossos irmãos", numa alusão ao conflito entre Israel e Hizbolla, e que envolve também o Líbano.

Esta é a décima fita de vídeo da Al Qaeda divulgada este ano e é a primeira desde que eclodiu o confronto entre Israel e o Hizbollah.

Zawahiri, tendo ao fundo uma imagem do World Trade Centre em chamas durante os ataques de 11 de setembro de 2001, conclamou todos os muçulmanos a se revoltar e tornarem-se mártires numa Jihad contra a coalizão cruzada e Israel: "Oh, muçulmanos de todo lugar! Convido-os a lutar e a tornarem-se mártires na guerra contra os Sionistas e os cruzados".

Zawahiri também declarou: "As balas e os foguetes que despedaçam corpos muçulmanos em Gaza e no Líbano não são só israelitas, mas são fornecidos por todos os países da coalizão cruzada. Por causa disso, cada participante do crime pagará o preço".

E disse: "Os 10 mil prisioneiros palestinos em prisões de Israel não moveram nada enquanto três presos israelenses sacudiram o mundo".

E acrescentou: "O mundo inteiro é um campo de batalha aberto para nós e desde que eles nos estão atacando em todo lugar, atacaremos em todo lugar. "

Zawahiri ainda disse: "A guerra com o Israel não depende de cessar-fogos... Ele é uma Jihad pelo amor de Deus e durará até que a religião prevaleça ... da Espanha ao Iraque."

Fontes