Jornalistas da Globo News chamam Bolsonaro de ex-presidente após soltura do Lula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de novembro de 2019

Logo após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (até então, preso desde 7 de abril do ano passado) e a seguinte cobertura, internautas criticaram nas redes sociais, a cobertura do caso em que dois jornalistas chamam o atual presidente Jair Bolsonaro de "ex-presidente" em dois dias separados na TV por assinatura Globo News.

No dia 8 de novembro, uma apresentadora do telejornal da emissora por assinatura, provavelmente em lapso, chamou Bolsonaro de "ex-presidente" durante a cobertura da soltura do Lula. No dia seguinte (9/11), foi a vez de outro apresentador da mesma emissora fazer declaração similar.

Vídeos postados no YouTube e nas redes sociais (Twitter e Facebook), mostram os mesmos apresentadores chamando Bolsonaro de "ex-presidente" e o Lula de "presidente" em outro momento, o que reforça suspeita de que a emissora tenta de forma indireta, atacar o atual mandatário.

Em 9 de novembro, durante discurso no sindicato de trabalhadores na Grande São Paulo, Lula atacou Bolsonaro, o ministro Sérgio Moro (Justiça) e a Rede Globo (controladora da Globo News). Os citados reagiram condenando com veemência a declaração do ex-presidiário.

No mês passado, a Globo foi criticada após a reportagem do telejornal Jornal Nacional em que vincula o nome de Bolsonaro no assassinato da vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes na cidade do Rio de Janeiro, apesar das evidências ao contrário em que ele estava em Brasília. A insinuação provocou indignação do mandatário brasileiro que estava em viagem na Arábia Saudita durante a live no Facebook já de madrugada.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com