Joe Biden nega acusações de agressão sexual

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de maio de 2020

Joe Biden durante sua campanha presidencial de 2020

Acusado de agressão sexual por um ex-colaborador, nesta sexta-feira Joe Biden negou oficialmente as acusações. “Então, quero responder às alegações de um ex-funcionário que cometi uma falha há 27 anos. Elas não são verdadeiras. Isso nunca aconteceu”, disse o candidato à presidência dos Estados Unidos.

"Vivemos o tempo suficiente com um presidente que não se considera responsável por ninguém e não se responsabiliza por nada", escreveu ele, mirando o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Não sou eu. Acredito que ser responsável significa ter conversas difíceis, mesmo quando são desconfortáveis. As pessoas precisam ouvir a verdade", disse Joe Biden.

Biden é o candidato presumido do Partido Democratas após o encerramento da campanha de Bernie Sanders no início de abril. Sua oficialização deve ser feita durante o verão. Joe Biden deverá enfrentar o atual presidente Donald Trump em uma votação a ser realizada em 3 de novembro.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com