Japão fecha embaixada na capital do Iêmen

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de fevereiro de 2015

Iêmen

O Japão anunciou hoje (16) a suspensão temporária da atividade da sua embaixada no Iêmen, assim como outros países têm feito. As operações na missão diplomática de Sana foram suspensas no domingo (15) devido “a uma deterioração da situação de segurança”, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros. O pessoal diplomático foi retirado para a embaixada no Catar. Tóquio pediu a seus cidadãos que abandonem o país.

Várias embaixadas – como a da Espanha, Grã-Bretanha, dos Estados Unidos, da França, Itália e Holanda – foram fechadas nos últimos dias no Iêmen na sequência da deterioração da situação política e da insegurança no país. O Conselho de Segurança das Nações Unidas exigiu, no domingo (15), que os rebeldes xiitas deixem o poder no Iêmen e negociem com as outras forças uma saída para a crise, advertindo que está disposto a “medidas adicionais”.

Esta foi a primeira resolução aprovada pelo Conselho de Segurança desde que a milícia rebelde decretou, em 6 de fevereiro, a dissolução do Parlamento e anunciou a formação de um conselho presidencial de transição. O país – localizado no Oriente Médio, e aliado dos Estados Unidos no combate à Al Qaeda – está em convulsão desde a tomada do poder pela milícia Huthi.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati