Israelenses pedem para que libaneses saiam de áreas de risco

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de julho de 2006

Em várias cidades do Líbano, entre elas Nabatiye e Beirute, a Força Aérea de Israel tem jogado papéis para avisar os habitantes a sair de locais considerados redutos dos Hizbollah e que correm o risco de ser atacados pelas forças militares israelenses.

A mensagem contida nos avisos é a seguinte:

"Em resposta à continuação dos atos de terrorismo do Hizbollah, as Forças de Defesa de Israel estão em operação no Líbano. Para a sua segurança, a fim de prevenir que civis se machuquem, você não deve estar presente em área onde o Hizbollah está em operação."

Os avisos também foram jogados sobre a Faixa de Gaza.

Israelenses dizem que tentam minimizar os danos

Segundo o jornalista Ze'ev Schiff, do jornal israelense Haaretz, as Forças de Defesa de Israel selecionaram seus alvos numa tentativa de minimizar os estragos na infra-estrutura das cidades libanesas.

A maioria dos alvos atingidos pela Força Aérea Israelense concentra-se no sul do Líbano.

Os ataques da força aérea se concentraram até agora em escritórios e outras instalações militares do Hizbollah que não ficam dentro da cidade de Beirute. A exceção é o canal de televisão usado pelo Hizbollah: a TV Al-Manar.

Quando atacaram o Aeroporto de Beirute, Israel tomou precauções para não destruir os radares ou as salas de controle do aeroporto para não inviabilizar o controle dos vôos internacionais.

Os principais portos foram poupados. Transformadores e redes de energia não foram atingidos.

Apesar dos cuidados tomados para não infligir maiores danos a civis, é alta a quantidade de pessoas feridas e mortas nos ataques. Segundo informou-se pelas agências de notícia, mais de 200 civis já foram mortos nos últimos ataques israelenses no Líbano.

Ver também

Fontes