Guiné-Bissau: partido vai indicar Carlos Correia para chefiar novo governo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

17 de setembro de 2015

O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) escolheu, na noite de ontem (quarta-feira, 16), Carlos Correia, de 81 anos, como líder do novo governo da Guiné-Bissau.

Correia, que poderá chefiar o governo pela quarta vez, foi aprovado por 68 dos 69 membros do partido, presentes à reunião que durou quatro horas.

O líder do PAIGC e antigo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira informou que o partido vai entregar uma carta formal com o nome de Carlos Correia como candidato ao cargo de primeiro-ministro ao mediador da crise política guineense, o ex-presidente da Nigéria, Olesegun Obasanjo, para ser encaminhada ao presidente José Mário Vaz. Obasanjo representa a Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental.

Domingos Simões Pereira disse que abriu mão do direito natural, conforme os estatutos do partido, à chefia do governo, o que ocorre em caso de vitória eleitoral. Ele é o presidente do PAIGC, vencedor das eleições legislativas. A decisão, segundo ele, atende a apelos nacionais e internacionais e tem o aval do partido.

A Guiné-Bissau está sem governo há mais de um mês, desde que o presidente do país exonerou Domingos Simões Pereira do cargo de primeiro-ministro, em 12 de agosto.

No dia 20, José Mário Vaz nomeou como chefe de governo Baciro Djá, mas o novo Executivo foi declarado inconstitucional pelo Supremo Tribunal de Justiça.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati