Guiné-Bissau: partido vai indicar Carlos Correia para chefiar novo governo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

17 de setembro de 2015

O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) escolheu, na noite de ontem (quarta-feira, 16), Carlos Correia, de 81 anos, como líder do novo governo da Guiné-Bissau.

Correia, que poderá chefiar o governo pela quarta vez, foi aprovado por 68 dos 69 membros do partido, presentes à reunião que durou quatro horas.

O líder do PAIGC e antigo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira informou que o partido vai entregar uma carta formal com o nome de Carlos Correia como candidato ao cargo de primeiro-ministro ao mediador da crise política guineense, o ex-presidente da Nigéria, Olesegun Obasanjo, para ser encaminhada ao presidente José Mário Vaz. Obasanjo representa a Comunidade Econômica de Estados da África Ocidental.

Domingos Simões Pereira disse que abriu mão do direito natural, conforme os estatutos do partido, à chefia do governo, o que ocorre em caso de vitória eleitoral. Ele é o presidente do PAIGC, vencedor das eleições legislativas. A decisão, segundo ele, atende a apelos nacionais e internacionais e tem o aval do partido.

A Guiné-Bissau está sem governo há mais de um mês, desde que o presidente do país exonerou Domingos Simões Pereira do cargo de primeiro-ministro, em 12 de agosto.

No dia 20, José Mário Vaz nomeou como chefe de governo Baciro Djá, mas o novo Executivo foi declarado inconstitucional pelo Supremo Tribunal de Justiça.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati