Furacão Iota toca terra como o mais poderoso de 2020

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Iota quando tocou terra na Nicarágua

17 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O furacão Iota tocou terra ontem por volta das 22h40min na cidade de Haulover, Nicarágua, como o mais poderoso de 2020, com ventos de 250km/h e classificado como categoria 4 (de 5). Haulover fica cerca de 25 quilômetros a sul de Bilwi (Puerto Cabezas), região atingida há duas semanas pelo furacão Eta.

Ainda ontem também, então classificado como um ciclone de categoria 5, enquanto seguia pelo Mar do Caribe para oeste, rumo à costa da Nicarágua, o fenômeno causou destruição no arquipélago colombiano de San Andrés, Providencia e Santa Catalina. Na ilha Providencia o governo local estima que o furacão tenha destruído cerca de 98% da infraestrutura local - prédios, rede de energia, pontes e etc - e provocado ao menos uma morte.

As ilhas não estavam, geralmente, na rota dos furacões. "Estamos conscientes de que pela primeira vez na história do nosso país vemos um furacão categoria 5 golpear nosso território", disse o presidente da Colômbia, Iván Duque.

O furacão também deixou o mar agitado numa grande área entre a costa leste da América Central, oeste da Jamaica, norte da Colômbia e a Península de Iucatã.

Segundo a CNN, a partir do seu olho (centro) seus ventos mais fortes (mais de 200km/h) atingiram um área num raio de cerca de 25km/h (ver a área em vermelho na animação).

No último aviso emitido pelo NHC esta manhã, seus ventos mais fortes ainda alcançavam 135km, enquanto o Iota atuava com mais intensidade sobre a quase a totalidade do território da Nicarágua e no sul de Honduras.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit