Festival Eurovisão da Canção 2020 é cancelado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de março de 2020

Ahoy Rotterdam, sede designada ao evento

Hoje, 18 de março, a União Europeia de Radiodifusão (EBU) emitiu um comunicado de imprensa confirmando o cancelamento do Festival Eurovisão da Canção 2020 à luz das medidas tomadas por vários governos europeus devido à pandemia de COVID-19.

O evento, que aconteceria no Ahoy Rotterdam, em Roterdão, na Holanda, em 12, 14 e 16 de maio de 2020, teve que lidar com as restrições aprovadas pelo governo holandês para limitar o contágio no país, que é o 7º país da Europa em número de casos confirmados, com 1.413 infectados. Além disso, vários países europeus aprovaram medidas para limitar as viagens dentro e fora de suas fronteiras.

Já nos últimos dias, houve a possibilidade de realizar o evento sem o público, medida adotada para o Grande Prêmio Dansk Melodi 2020, ou de atender as restrições de viagens internacionais. A UER confirmou que, embora essas duas possibilidades tenham sido consideradas, seria impossível manter o "espírito" do evento inalterado. A ideia de adiar o evento também foi levada em consideração, mas daria ao país vencedor muito pouco tempo para organizar a próxima edição.

É a primeira vez após 64 anos do Festival Eurovisão da Canção que o evento é cancelado e isso deixa vários pontos de interrogação sobre o regulamento em vigor, dada a situação sem precedentes. De fato, como ainda não foi decidido se a cidade holandesa sediará a próxima edição em 2021, o reembolso ou prorrogação da validade dos ingressos já vendidos não foi confirmado ou negado.

O destino dos 41 cantores participantes e suas canções, o que violaria a seção das regras do evento em relação à data de publicação das músicas, permanece particularmente incerto.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com