Estudo identifica principais fake news relacionadas à Covid-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de maio de 2020

Agência AFN

Imagem meramente ilustrativa

Uma pesquisa da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) identificou as principais fake news relacionadas à Covid-19 que foram enviadas para o aplicativo Eu Fiscalizo nos últimos dois meses.

Na primeira etapa do estudo, entre 17 de março e 10 de abril, as principais notícias falsas recebidas foram: 65% ensinavam métodos caseiros para prevenir o contágio da Covid-19 e 20% mostravam métodos caseiros para curar a doença. Já na segunda fase, entre 11 de abril e 13 de maio, as fake news mais divulgadas foram: 24,6% afirmavam ser a doença uma estratégia política, 10,1% ensinavam métodos caseiros para prevenir o contágio do novo coronavírus, 10,1% defendiam o uso da cloroquina e hidroxicloroquina sem comprovação de eficácia científica e 7,2% eram contra o distanciamento social.

De forma geral, a pesquisa também indicou que 15,9% das fake news se referiam à Covid-19 como uma farsa.

Para saber mais sobre o aplicativo Eu Fiscalizo, acesse: http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/informe/site/materia/detalhe/48071.

Notícia Relacionada

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com