Espanha fecha embaixada no Iêmen

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

Iêmen • 15 de fevereiro de 2015

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Espanha suspendeu hoje (14) as atividades na embaixada da capital do Iêmen, Sana, controlada pela milícia xiita dos Huties, seguindo a iniciativa de outros países, como os Emirados Árabes Unidos, que também anunciaram a retirada do pessoal diplomático do Iêmen neste sábado. Em comunicado, a Espanha anunciou que, em virtude da situação atual de insegurança e instabilidade em Sana, o ministro dos Negócios Estrangeiros “decidiu suspender temporariamente a atividade da embaixada espanhola na República do Iêmen”.

Nessa sexta-feira (13), a Arábia Saudita fechou a embaixada e anunciou a retirada dos funcionários da missão diplomática, uma medida também adotada por países ocidentais como os Estados Unidos, o Reino Unido, a França, Itália e Alemanha. “O governo reafirma o seu apoio ao processo de transição democrática no Iêmen”, acrescenta o comunicado. Na última quinta-feira (12), o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, fez um apelo para que o Conselho de Segurança evite que a situação no país se agrave. “Assistimos ao colapso do Iêmen”, disse.

Fontes