Espanha fecha embaixada no Iêmen

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de fevereiro de 2015

Iêmen

A Espanha suspendeu hoje (14) as atividades na embaixada da capital do Iêmen, Sana, controlada pela milícia xiita dos Huties, seguindo a iniciativa de outros países, como os Emirados Árabes Unidos, que também anunciaram a retirada do pessoal diplomático do Iêmen neste sábado. Em comunicado, a Espanha anunciou que, em virtude da situação atual de insegurança e instabilidade em Sana, o ministro dos Negócios Estrangeiros “decidiu suspender temporariamente a atividade da embaixada espanhola na República do Iêmen”.

Nessa sexta-feira (13), a Arábia Saudita fechou a embaixada e anunciou a retirada dos funcionários da missão diplomática, uma medida também adotada por países ocidentais como os Estados Unidos, o Reino Unido, a França, Itália e Alemanha. “O governo reafirma o seu apoio ao processo de transição democrática no Iêmen”, acrescenta o comunicado. Na última quinta-feira (12), o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, fez um apelo para que o Conselho de Segurança evite que a situação no país se agrave. “Assistimos ao colapso do Iêmen”, disse.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati