Espanha e México recomendam suas populações a não viajarem para Honduras

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aristóteles
Outras notícias sobre política


14 de outubro de 2009

Os ministros de assuntos exteriores da Espanha e do México desencorajaram momentaneamente viagens a país centro-americano de Honduras devido à situação de instabilidade que sofre o país, agravada pelo retorno do presidente derrotado, Manuel Zelaya, quem permanece refugiado na embaixada do Brasil em Tegucigalpa. O Ministério de Assuntos Exteriores e de Cooperação da Espanha, ocupado por Miguel Ángel Moratinos, recomenda, através de sua página na Internet, a todos os cidadãos espanhois que se encontram em território hondurenho terem contato com a embaixada e respeitar os toques de recolher. Do memso modo a dependência federal mexicana recomendou aos mexicanos levarem sempre consigo os dados da embaixada do México em caso de que algum viajante seja submetido a qualquer forma de isolamento, onfinamento ou reclusão, lembre-se que tem direito a solicitar que as autoridades do país destino notifiquem sua condição extrangeira a sua respectiva embaixada.

Por outro lado, Rosalinda Bueso Asfura, embaixadora de Honduras no México, aconselhou aos turistas mexicanos que não viajem a Honduras por ora, já que afirmou que não sabia que perigos poderiam lhes ocorrer; além disso, acrescentou que a embaixada hondurenha não se responsabiliza pelo que pode ocorrer com estrangeiros. Enquanto que na Espanha está sendo aconselhado não viajar para Honduras desde a deposição de Zelaya, recentemente aumentou sua recomendação depois dos distúrbios ocorridos entre a polícía e os partidários de Zelaya durante os toques de recolher que têm sido decretados pelo governo de fato de Roberto Micheletti, onde pede-se para evitar aglomerações, manifestações, atos políticos, assim como as proximidades dos edifícios públicos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati