Emigrante galego Rufino López recebe Spanish-American International Award de 2013

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de novembro de 2013

O emigrante de origem espanhol, Rufino Lopez, nascido em Cedeira, Galícia, em 1955, foi premiado na quarta-feira (30 de outubro) com o Spanish-American International Award concedido pela Spanish Benevolent Society de Nova York.

Licenciado ou Graduado em literatura pelo Lehman College da CUNY em 1976, Rufino Lopez tem preservado sua admiração para as grandes figuras da tradição literária e filosófica espanhola, Unamuno e Ortega y Gasset, ou Cervantes, enquanto moldando o Solera Restaurant, localizado na 216 West da 53 Street na cidade de Nova Ioque por mais de 20 anos, perto da sede das Nações Unidas.

Rufino é filho do galego Francisco Lopez, que emigrou para a cidade de Nova York como um trabalhador da construção civil em 1971. Rufino López já declarou nas várias entrevistas que seus estudos de literatura sempre lhe haviam inspirado à hora de dar forma a seu sentido da restauração espanhola em uma cidade de tão variados gostos como Nova Iorque. Em uma entrevista ao diário La Voz de Galicia, Rufino confessava "meu cozinheiro lhe dizia a Andy García que não chegaria a nada".

Enquanto estudava, Rufino Lopez já declarou que em sua época teve que trabalhar em restaurantes italianos e franceses, para poder melhorar sua situação econômica e se surpreendeu que não havia encontrando nenhum restaurante espanhol que expusesse o alto valor da gastronomia espanhola na Big Apple.

Em 1987, fundou seu primeiro restaurante, chamado Alcalá, no Upper West Side de Manhattan e em 1991 fundou Solera Restaurant. Desde a sua abertura, nos dias em que a paella foi feita em uma panela com uma tampa em vez do caminho regionais autêntico como fez em Valência, com uma panela em Manhattan, o Chef Executivo do Solera Restaurant nesse momento, Dominick Cerrone, começou a incorporar pratos típicos regionais espanhóis preparados com fidelidade a sua origem espanhola, convertendo-se a uma das marcas do restaurante.

A história do Spanish-American International Award começou em 2012, quando foi concedido ao escritor e cineasta Artur Balder. No caso de Artur Balder, agora um cidadão dos EUA, dirigiu o documentário Little Spain, que recuperava a memória histórica do bairro espanhol de Manhattan.

De acordo com o website da organização, o prêmio foi criado com a missão de promover a imagem da emigração espanhola nos Estados Unidos. A razão pela que a organização sem fins lucrativos, Spanish Benevolent Society of New York de entregar estes prêmios já sido para promocionar o trabalho de quem estão contribuindo à consolidação da identidade nos Estados Unidos, assim afirmam.

O Spanish-American International Award já nasceu para entregar-se a emigrantes destacados que tenham feito una contribuição à identidade hispano-americano.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati