Editor-chefe da Revista Science disse que tomará medidas para evitar fraudes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

18 de janeiro de 2006

Depois do escândalo resultado da fraude cometida pelo cientista sul-coreano Hwang Woo-Suk em dois estudos sobre células-tronco publicados pela revista Science, o Editor Chefe Donald Kennedy afirmou num comunicado emitido semana passada que pretende incluir novos requisitos para a publicação de artigos de cientistas.

Em 10 de janeiro de 2006, um comitê científico revelou que vários dos dados empregados nos estudos de Hwang sobre clonagem de embriões mediante células-tronco, publicados na revista, eram falsificados: "O artigo de 2004 foi escrito sobre dados falseados para mostrar que as células-tronco correspondiam ao DNA do doador, mas esse não era o caso. [A equipe] não tinha prova alguma para mostrar que alguma vez foram criadas células-tronco embrionárias clonadas", disse o comitê a respeito do artigo Evidence of a Pluripotent Human Embryonic Stem Cell Line Derived from a Cloned Blastocyst, de março de 2004.

O mesmo comitê, formado por nove cientistas da Universidade Nacional de Seul, a mesma a qual pertencia Hwang, afirmou em 23 de dezembro de 2005 que "os dados do artigo de 2005 não foram o resultado de simples erros, mas de fabricação intencional" e assinalou que "a manipulação é uma falta grave que afeta de forma negativa os fundamentos da ciência".

Os cientistas se referiam ao artigo Patient-Specific Embryonic Stem Cells Derived from Human SCNT Blastocysts, publicado em maio de 2005. No mesmo dia que o comitê fez seu comunicado, Hwang renunciou a seu posto como professor da universidade. Até o momento, não se sabe de nenhuma sanção contra Hwang, ainda que a Promotoria sul-coreana já tenha iniciado um processo por possível fraude.

Por outro lado, a clonagem do cachorro Snuppy, realizada por uma equipe dirigida por Hwang em 2005, foi admitida como verdadeira pelo comitê.

Fontes