EUA suspendem contribuição para a OMS

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

14 de abril de 2020

Donald Trump ao lado do vice-presidente Mike Pence, em abril de 2020.


Nesta terça-feira (14), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou a cessação dos pagamentos da contribuição americana à Organização Mundial da Saúde (OMS), que representa 22% do orçamento da organização, ou US$ 114 milhões por ano.

Trump culpa a OMS por administrar mal a crise em decorrência da pandemia de COVID-19 e também por ser excessivamente favorável à China. "O mundo recebeu muitas informações falsas sobre transmissão e mortalidade", disse ele. O Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, por sua vez, defendeu a OMS que "está na linha de frente, apoiando os Estados Membros e suas sociedades, em particular os mais vulneráveis".

Em todo o mundo já foram registados 2.088.425 casos confirmados, 138.487 pessoas morrem em decorrência do vírus. Somente os EUA registaram 29.216 mortes e 645.621 infectados pelo novo coronavírus.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com