Domingo de pré-carnaval de rua em São Paulo tem 89 blocos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

24 de fevereiro de 2019

O domingo de pré-carnaval na cidade de São Paulo contará com a apresentação de 89 blocos carnavalescos. O destaque fica por conta do Acadêmicos do Baixo Augusta, que desfilará na rua da Consolação, a partir das 16h, com o tema “Que país é esse”. O bloco é um dos mais populares na cidade e atraiu, no último ano, segundo a agremiação, 1 milhão de pessoas.

Em frente ao Parque do Ibirapuera, terá lugar a apresentação do Monobloco, que fará uma homenagem para as mulheres da Música Popular Brasileira, com o tema “abram alas para elas”. O desfile começa por volta das 14h.

Já o cantor Thiago Abravanel desfilará pela Avenida Faria Lima, na região do Largo da Batata, com o Bloco Gambiarra. O desfile é direcionado ao público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). Na mesma região, em Pinheiros, o bloco Confraria do Pasmado – Pasmadão, com história de 16 anos no carnaval de São Paulo, espera reunir cerca de 20 mil pessoas. A programação completa do pré-carnaval de São Paulo pode ser encontrada na internet.

Lei do xixi e limpeza da cidade

Fiscais da prefeitura, acompanhados de agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), estarão nas ruas para autuar pessoas que forem flagradas urinando em locais públicos. O valor da multa é R$ 526,57, com base na Lei nº 16.647. Segundo a administração municipal, o total arrecadado será destinado ao Fundo Municipal de Limpeza Urbana.

Violência contra a mulher

A cidade contará nesta edição do pré-carnaval com uma ação do Programa de Atendimento Itinerante à Mulher.

Um ônibus lilás, doação do programa federal Mulher Sem Violência, fará atendimentos iniciais semelhantes aos realizados pelos equipamentos fixos (Centros de Referência a Mulheres em Situação de Violência). Em casos específicos, a vítima será encaminhada para o órgão competente – hospitais, Instituto Médico Legal (IML), Delegacia da Mulher, Ministério Público ou Defensoria Pública.

O ônibus percorrerá diversos bairros da cidade, com foco nas regiões mais afastadas do centro e com maior índice de vulnerabilidade. Segundo a prefeitura, em 2018, o programa atendeu a 1.051 mulheres.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati