Dirigente de grupo terrorista islâmico é capturado na Somália

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

27 de dezembro de 2014

Oriente Médio

O Exército da Somália capturou um dos mais importantes líderes do grupo jihadista Al Shabab, Zabariye Ismail Hirsi, perto da fronteira com o Quênia, confirmaram fontes da segurança. Hirsi foi capturado na região de Geddo, na zona fronteiriça entre o Quênia e a Etiópia. Desde junho de 2012, os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cerca de 2,5 milhões de euros a quem revelasse informações sobre o paradeiro do dirigente do Al Shabab, grupo filiado à Al-Qaeda que atua no Leste da África.

Segundo a mídia local, Hirsi, que se encontrava na lista dos terroristas mais procurados pelos Estados Unidos, teria se entregado voluntariamente às forças somális. Agora, o terrorista está nas mãos do governo somáli, informou Ibrahim Guled Adan, comissário de El Waq, cidade na fronteira da região de Geddo, onde o terrorista foi detido.

Hersi, o segundo dirigente de Al Shabab depois do líder Ahmed Omar, chegou às mãos do Exército três meses depois de o anterior chefe da milícia radical islâmica, Ahmed Abdi Godane, ter morrido num ataque aéreo norte-americano. O terrorista está detido e vai ser transportado para Mogadíscio, onde será entregue à agência de inteligência somáli. O Al Shabab, que em 2012 anunciou a sua adesão formal à Al-Qaeda e luta para instaurar um estado islâmico na Somália, foi incluído em março de 2008 na lista de organizações consideradas terroristas pelo governo norte-americano.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati