Dilma Rousseff volta a liderar às pesquisas a dias das eleições

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dilma Rousseff.

29 de setembro de 2014

Uma sondagem divulgada esta segunda-feira, revela que a atual presidenta brasileira, Dilma Rousseff, supera por nove pontos percentuais a sua rival mais próxima da Marina Silva em quanto a intenção de voto no primeiro e segundo turnos de votação nas eleições gerais do próximo 5 de outubro.

A candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) se mostrava baixo nas pesquisas desde o final de agosto, quando Marina Silva, candidata do Partido Socialista Brasileiro (PSB), subiu rapidamente "e se tornou em uma ameaça para a reeleição de [Dilma] Rousseff". Foi em meados de agosto, quando Silva passou a ser a candidata do PSB, depois que Eduardo Campos, aspirante inicial e companheiro da vice, morreu em um acidente de avião.

No primeiro turno, Dilma Rousseff conta com 40,4% de apoio, 4,4% mais que a sondagem anterior de 23 de setembro, de acordo à pesquisa realizada por MDA, por encarregada da Confederação Nacional do Transporte. Isto se traduz em uma vantagem de 15,2 por cento em relação com Silva, que recebeu os 25,2%, um decréscimo de 2,2% em relação ao levantamento anterior.

Por outro lado, o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Aécio Neves, subiu para 19,8% de apoio dos 17,6% recebido a semana passada. Enquanto que, no segundo turno, Rousseff recebeu um apoio de 47,7% frente ao 38,7% de Silva, ampliando a vantagem de um ponto porcentual que teria na semana passada. MDA afirma que "[Dilma] Rousseff já está assegurada como um dos nomes. Dificilmente a campanha acabará no primeiro turno". Acrescentou também que a tendência à queda de Silva poderia coincidir com a de Neves. "Isso degenera uma indefinição de qual os dois candidatos irão ao segundo turno", disse.

Se próximo 5 de outubro, nenhum candidato obtiver uma maioria absoluta, a decisão final a levariam os brasileiros em um segundo turno previsto para dia 26 de outubro. Até agora, em todas as pesquisas, ambas candidatas permaneciam empatadas ou Dima Rousseff ligeiramente atrás da Marina Silva. No sondagem entrevistou 2.002 pessoas entre 27 e 28 de setembro; tem uma margem de erro de mais/menos 2,2%.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati