Covid-19: realização da Copa América no Brasil divide opiniões entre deputados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A decisão de sediar no Brasil a Copa América durante a pandemia [de covid-19] dividiu opiniões entre parlamentares no Plenário da Câmara dos Deputados.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) afirmou que é um contrassenso receber o torneio quando o País espera uma terceira onda de contaminações. “O que esse governo entrega ao povo brasileiro? Cloroquina? Copa de futebol? Nós queremos vacina no braço e comida no prato”, criticou. O PT apresentou pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender o evento.

Já o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) defendeu a realização da competição. “A vinda da Copa América para o Brasil será aplaudida por todo mundo. Nós não teremos público nos estádios, e todos os atletas serão testados”, disse.

A realização do torneio no País foi confirmada pelo governo federal nesta semana após pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmenbol) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Colômbia e Argentina desistiram de sediar a Copa América, respectivamente, por problemas políticos e devido à pandemia de covid-19.

A competição será realizada de 13 de junho a 10 de julho, seguindo os mesmos protocolos já adotados nas competições locais. O presidente Jair Bolsonaro anunciou jogos em quatro sedes: Mato Grosso, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Goiás.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit