Covid-19: Merck apresenta remédio que reduz chance de hospitalização em 50%

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Merck (Merck Sharp and Dohme - MSD) anunciou ontem que desenvolveu uma pílula que num experimento inicial reduziu em cerca de 50% as chances de pacientes recém-diagnosticados com covid-19 serem hospitalizados. O medicamento se mostrou eficaz contra todas a variantes do Sars-Cov-2.

O remédio, chamado Molnupiravir, reduziu as hospitalizações e a mortes em comparação com as pessoas que usaram um placebo. No grupo do placebo, 53 pacientes (14,1%) foram hospitalizados e destes, oito morreram. Já no grupo dos que usaram a droga, 28 (7,3%) foram hospitalizados e nenhum morreu.

“Tratamentos antivirais que podem ser tomados em casa para manter as pessoas com covid-19 fora do hospital são extremamente necessários”, disse Wendy Holman, diretora executiva da Ridgeback Biotherapeutics, parceira da Merck no desenvolvimento do produto.

Até agora, poucos medicamentos, com os à base de anticorpos, haviam tido bons resultados para tratar pacientes com risco de desenvolver covid grave, mas a aplicação necessita de internação.

A Merck anunciou que pretende produzir até 10 milhões de doses do Molnupiravir até o final deste ano e que já firmou acordos com fabricantes de medicamentos genéricos em mais de 100 países de baixa e média renda para a produção local da droga.

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit