Covid-19: Butantan e Fiocruz terminam entrega de vacinas contratadas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de setembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Após fornecerem, cada um, 100 milhões de doses das vacinas Coronavac e de Oxford-AstraZeneca ao Ministério da Saúde, respectivamente, o Instituto Butantan e a Fiocruz terminaram a entrega dos imunizantes para serem integrados ao Plano Nacional de Imunização (PNI - Covid-19), encerrando, assim, o primeiro contrato com o Governo Federal.

O Butantan havia cumprido o contrato no dia 15 passado faltando apenas a substituição de cerca de 8 milhões de doses da Coronavac que foram recusadas pela Anvisa por terem sido produzidas, na China, num laboratório não vistoriado pela Agência. Já a Fiocruz terminou a entrega ontem, segundo comunicado em seu website.

Além das 200 milhões de vacinas do Butantan e da Fiocruz, o Brasil já recebeu 98 milhões de doses da vacina da Pfizer e 4,8 milhões da vacina da Janssen (das quais 3 milhões foram uma doação dos Estados Unidos).

Cinco estados já anunciaram, dias atrás, que celebraram contratos com o Butantan para a compra de mais doses. O Pará comprou 1 milhão de doses, os estados do Espírito Santo e Mato Grosso contrataram 500 mil doses cada, o Ceará comprou 300 mil doses e o Piauí receberá 200 mil vacinas Coronavac.

Mais vacinas

Segundo a tabela Projeção de entregas de vacinas Covid-19 emitida em 22 de setembro passado, o Ministério ainda tem contratadas outras 76 milhões de vacinas da Fiocruz, enquanto outras 60 milhões de doses estão "em tratativa". Também já há contrato com o Butantan para o fornecimento de novas 27 milhões de vacinas Coronavac, enquanto 30 milhões estão “em tratativa”.

Além disto, outras ~100 milhões de doses deverão ser entregues pela Pfizer nos próximos meses para cumprir o contrato da compra de 200 milhões de doses.

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit