Covid-19: Brasil sobe mais uma posição no ranking do total de doses de vacinas aplicadas e agora está em 6º

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Doses de vacinas covid aplicadas até 14 fev 2021

O Brasil ultrapassou anteontem, 13 de fevereiro, os Emirados Árabes Unidos para assumir a 6ª posição no ranking do número absoluto de doses de vacinas covid-19 aplicadas, chegando neste dia a 5,13 milhões de injeções, enquanto o país árabe alcançou 5,01 milhões.

Os dados são do Our World In Data, da Universidade de Oxford, que faz uma atualização constante das vacinações contra a covid-19 no mundo todo e que hoje reporta que os dois países têm, respectivamente, 5,24 e 5,06 milhões de doses aplicadas até ontem, 14 de fevereiro.

No dia 04 passado, o Brasil havia chegado a 7º lugar no ranking, ao ultrapassar a Alemanha, que hoje tem 4,15 milhões de doses aplicadas.

Na ponta, também em números absolutos, continuam os Estados Unidos, que já injetaram 52,88 milhões de doses, e a China, com 40,52.

Já em termos relativos (porcentagem), Israel está em 1º lugar, tendo já vacinado, com ao menos uma dose, 74% de sua população.

Vacinação lenta no Brasil

Mesmo com um programa estabelecido e reconhecido há anos por sua eficácia, o Plano Nacional de Vacinação (PNI), o Brasil não conseguiu acelerar a aplicação das cerca de 12 milhões de doses das vacinas covid-19 disponíveis. Segundo o painel Localiza SUS, o Ministério da Saúde já distribuiu 11,7 milhões de vacinas desde o dia 18 passado, o que indica que nem 50% disto, no entanto, foi efetivamente aplicada.

O motivo, segundo especialistas, é a falta de coordenação entre o Ministério da Saúde e as Secretarias da Saúde estaduais e municipais.

O assunto foi abordado no Fantástico de 24 de janeiro. Ao programa o médico sanitarista Gonzalo Vecina disse: "o Brasil já conseguiu vacinar num sábado 10 milhões de crianças. Todos os anos, em março, abril e maio, vacinamos 80 milhões de pessoas contra a gripe. Nós sabemos vacinar (...) mas para isto precisa ter esclarecimento" - numa referência à falta de coordenação para que as vacinas cheguem a seu destino final: o braço dos brasileiros.

Se tivesse aplicado as 11,7 milhões de doses, o Brasil estaria hoje em 4º lugar no ranking do número absoluto, à frente, inclusive, de Israel.

"A principal medida é tentar acelerar o processo de vacinação", disse o epidemiologista do Departamento de Epidemiologia e Saúde Coletiva da Universidade de São Paulo Eliseu Waldman para a revista Exame, que abordou o assunto numa matéria hoje, enfatizando que "apesar de avançar, a imunização ainda vai demorar para atingir a chamada imunidade de rebanho".

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit