Covid-19: Brasil deve receber cerca de 14 milhões de vacinas através do programa Covax da OMS

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Ministério da Saúde recebeu, ontem (30), carta do consórcio internacional Covax Facility informando que o Brasil receberá de 10 a 14 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a covid-19, a (ChAdOx1), a partir de meados de fevereiro.

A Covax Facility é uma aliança global promovida no âmbito da Organização Mundial da Saúde (OMS), e coordenada pela Aliança Gavi, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento e a produção de imunizantes contra a covid e permitir o acesso justo e igualitário a tais produtos.

O Brasil é um dos 191 países que atualmente integram a iniciativa COVAX-Facility. Com vistas a autorizar a adesão do Brasil à referida aliança, bem como assegurar os recursos necessários para sua participação, o presidente Jair Bolsonoro editou, em 24 de setembro de 2020, as medidas provisórias números 1003 e 1004.

Em seguida, o ministro de Estado da Saúde, Eduardo Pazuello, assinou o Acordo de Compromisso (modalidade de Compra Opcional) com a Aliança Gavi, em 25 de setembro de 2020. Diante do imperativo de minimizar riscos e maximizar ganhos de adesão à iniciativa, o Brasil optou por contratar doses de vacinas para o equivalente a 10% da população brasileira, com distribuição de acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19, no total de 42,5 milhões de doses.

O governo federal reitera sua grande satisfação com os resultados exitosos da estratégia de acesso do Brasil às vacinas contra a covid desenhada ao longo de 2020. Além da participação do Brasil no consórcio Covax Facility, o Governo Federal já firmou parceria com a empresa AstraZeneca e a Universidade de Oxford, por meio da Fundação Oswaldo Cruz/BioManguinhos. O governo federal ainda assegurou o acesso da população brasileira, por meio do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19, à vacina resultado de parceria entre a empresa Sinovac e o Instituto Butantan, a CoronaVac.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit