Covid-19: OMS anuncia que enviará 2 bilhões de vacinas para países pobres

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A OMS anunciou ontem que ampliou o programa Covax Facility, do qual fazem parte 190 países, para disponibilizar vacinas anti-Covid-19 nos países mais pobres do mundo ainda nos primeiros meses de 2021. Segundo a Organização, após os novos acordos, cerca de dois (02) bilhões de doses de vacinas estarão disponíveis para as populações mais carentes do planeta no próximo ano.

De acordo com a OMS, "os acordos anunciados permitirão que todas as economias participantes tenham acesso às doses no primeiro semestre de 2021, com as primeiras entregas previstas para começar no primeiro trimestre - dependendo de aprovações regulatórias e da disponibilidade dos países para a entrega".

Noventa e dois (92) países são elegíveis de acordo com as regras do programa.

O Covax

O Covax é uma iniciativa da OMS com a CEPI e a GAVI Alliance para a compra de vacinas anti-Covid, de diversas marcas, que serão distribuídas, a preços menores, para os países mais pobres do planeta.

Os novos acordos preveem a intenção de compra de:

  • 170 milhões de doses da vacina de Oxfor-AstraZeneca, com a opção de mais outras 900 milhões;
  • 500 milhões de doses da vacina da Janssen (Johnson & Johnson);
  • 200 milhões de doses do imunizante do Serum Institute of India (SII)
  • 200 milhões de doses da vacina da Sanofi-GSK.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit