Covid-19: Anvisa passa a exigir que empresas produtoras notifiquem estoque de oxigênio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

14 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Anvisa estabeleceu em Edital de Chamamento emitido no dia 12 passado que todas empresas fabricantes, envasadoras e distribuidoras de oxigênio medicinal passem a fornecer, todas às quartas-feiras, informações sobre a capacidade de fabricação, envase e distribuição, estoques disponíveis e quantidade demandada do produto.

Segundo a Agência, a medida tem por objetivo "monitorar o abastecimento de mercado e a quantidade demandada de oxigênio medicinal, com o intuito de minimizar o risco de desabastecimento do produto" para que o Ministério da Saúde possa prever o abastecimento de mercado e tomar medidas rapidamente para garantir o fornecimento de oxigênio medicinal aos hospitais.

De acordo com o G1, "a decisão acontece uma semana após o jornal 'Folha de São Paulo' revelar que a empresa White Martins, que fornece o produto, mandou um e-mail pedindo apoio logístico ao Ministério da Saúde três dias antes do colapso de oxigênio em Manaus".

No Amazonas, em meados de janeiro, o Governo teve que transferir 235 pacientes com covid-19 para tratamento em outros estados. “Estamos no momento mais crítico da pandemia. Algo sem precedentes no estado do Amazonas, em que enfrentamos muitas dificuldades em conseguir insumos. A principal dificuldade atualmente tem sido a aquisição de oxigênio”, disse hoje o governador do Amazonas, Wilson Lima, na época.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit