Coronavírus: países tomam medidas drásticas para conter epidemia de Covid-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de fevereiro de 2020

Veneza é uma das cidades onde espaços públicos foram fechados para conter transmissão do Covid-19 na Itália

Na Itália, autoridades anunciaram na sexta-feira o fechamento de espaços públicos em 10 cidades das regiões da Lombardia e Veneto devido ao aumento do número de casos de infecções por Covid-19 no país. Roberto Speranza, ministro da Saúde, disse que a medida tem por "objetivo imediato limitar a área de contágio" e anunciou que "a Itália está pronta, pois nos últimos dias elaboramos um plano porque se via que isto ia acontecer". No país, duas pessoas já morreram e há cerca de 80 infectados.

Já na Coreia do Sul, os casos cresceram drasticamente nos últimos dias e o país já tem 602 pessoas contaminadas, enquanto cinco pessoas morreram. Só nos últimos dias foram reportadas 229 novas infecções e o governo decretou hoje "risco de saúde pública máximo". "Existe a possibilidade do vírus se espalhar por todo o país, por isto é necessária uma resposta proativa", disse o ministro da Saúde, Park Neung-hoo, horas atrás. Com o alerta em nível "máximo", o governo sul-coreano restringiu o uso do transporte público, fechou escolas e universidades, reduziu o número de voos e proibiu a realização de eventos de grande escala temporariamente.

Outros países que também adotaram medidas drásticas, como cancelar todos os eventos públicos e fechar as fronteiras para cidadãos vindos de determinados países, são o Afeganistão, a Armênia, o Irã, o Paquistão e a Turquia.

Segundo autoridades e a própria OMS (Organização Mundial da Saúde - em inglês: WHO), os próximos dias são decisivos para evitar que o vírus se espalhe ainda mais em todos os continentes.

Últimos dados oficiais divulgados pela OMS

  • 77.794 casos de infecção, sendo 76.392 na China e 1.402 em 28 outros países
  • 2.348 mortes na China e 11 fora da China
  • Fora da China, os dois países que mais registram casos são a Coreia do Sul e o Japão

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com