Coronavírus: brasileiros pedem para ser resgatados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de fevereiro de 2020

Após os brasileiros que vivem em Wuhan, cidade chinesa onde a epidemia do novo coronavírus se originou, lançarem hoje cedo uma campanha pedindo para que o governo brasileiro os retirasse da China, o Ministério das Relações Exteriores informou no fim da tarde deste domingo que adotará todas as medidas para repatriar os cidadãos que quiserem voltar.

A campanha havia sido feita através de um vídeo postado no You Tube. "No momento em que essa carta está sendo escrita, não há, entre nós, quaisquer casos de contaminação comprovada ou até mesmo sintomas de infecção por coronavírus", disse um dos solicitantes.

Todos os participantes do vídeo afirmaram que estão dispostos a passar pelo período de quarentena, o que no Brasil não é obrigatório.

Bolsonaro havia dito que repatriação seria difícil

Ainda na sexta-feira passada o presidente Jair Bolsonaro havia dito que a ação de retirada seria difícil porque o país não tem uma "lei de quarentena". "Ao trazer brasileiros para cá, nossa ideia obviamente era colocar em local para quarentena, mas qualquer ação judicial tira de lá e aí seria uma irresponsabilidade", havia dito.

O presidente também citou que os custos para fretar um avião para trazer os brasileiros de volta ao país girariam em torno de 500 mil de dólares.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com