Coreia do Norte ameaça abolir acordo militar com Coreia do Sul

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de junho de 2020

A irmã de Kim Jong-un do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Kim Yo-jong, condenou a distribuição na Coreia do Sul de folhetos anti-norte-coreanos e disse que aboliria o acordo militar entre os dois países.

No dia 31 do mês passado, um grupo de pessoas em Gimpo, Gyeonggi, Coreia do Norte, usou grandes balões para distribuir mais de 500 mil folhetos criticando o país, o que irritou o governo de Pyongyang. O Ministério da Unificação da Coreia anunciou na quinta-feira que planeja criar leis para proibir tais ações, alegando que causará poluição ambiental e ameaçará a segurança dos residentes nas áreas de fronteira.

Kim Yo-jong alertou que, se a Coreia do Sul não impedir a sociedade civil de distribuir panfletos, a Coreia do Norte pode abolir o acordo militar entre os dois países, fechar os escritórios de ligação e até demolir a Região Industrial de Kaesong.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com